Tag: corporativismo
A ascensão e a queda do petismo
As próximas horas definem o rito da saída da Presidente Dilma Rousseff do cargo (a votação posterior no Senado, se necessária, será apenas pro forma), mas o domínio político do Partido dos Trabalhadores no Brasil chegou ao fim. O resultado da votação do impeachment é pouco importante: nós já sabemos que Dilma não tem mais…
Minha opinião anarquista sobre os Papéis do Panamá
A liberação dos Papéis do Panamá há pouco mais de uma semana — registros de onze milhões de documentos da firma de advocacia Mossack Fonseca — mostra como os maiores bancos globais movimentam os ativos de capitalistas bilionários e de grandes figuras políticas para fora de seus países para protegê-los dos impostos. A revelação mexeu…
Autogestão horizontal: A única “regulação” de que precisamos
Uma critica comum dos progressistas à chamada “economia compartilhada” — representada por empresas como o Uber, o Lyft e o Airbnb — é que se trata de um setor desregulado. Isso presume, evidentemente, que os sistemas de regulamentação, como os dos táxis, existem para “servir ao bem-estar público” e não simplesmente para garantir o lucro…
Grécia: depois da faxina, falta limpar a casa
I. O dilema ético inexistente A disputa entre a Grécia e a União Europeia é um daqueles eventos que mostra o agudo contraste entre os libertários cuja maior preocupação é com uma genuína liberdade econômica e aqueles para quem a prioridade são os interesses das grandes empresas e das classes proprietárias. Em um debate no…
Por que Ron Bailey odeia o livre mercado?
O editor de ciência do Reason Ron Bailey (“Pope Francis and Naomi Klein Both Hate Free Markets, Technological Progress, and Economic Growth“, Reason, 29 de junho) menciona Naomi Klein como alguém que “notoriamente odeia o livre mercado”, acrescentando que ela também detesta o “progresso tecnológico e o crescimento econômico”. Contudo, com base tanto em Klein…
Redistribuição de renda? Isso já é feito há muito tempo
Uma recente pesquisa do intituto Gallup mostrou que a maior parte dos americanos concordava, por uma margem de 52 a 45 por cento, que o governo “deveria (…) redistribuir riquezas através de pesados impostos sobre os ricos” (Matt Yglesias, “Americans want the government to ‘redistribute wealth by heavy taxes on the rich‘”, Vox, 5 de…
Nada Novo Recife: o velho conluio e a velha esquerda elitista
Na última segunda (4), às pressas, foi aprovado pela Câmara dos Vereadores da cidade do Recife, Pernambuco, o plano urbanístico que autoriza ao consórcio de construtoras Novo Recife o desenvolvimento do projeto de mesmo nome na área do Cais José Estelita, que inclui a construção de 13 prédios de até 38 andares em área nobre…
O capitalismo seria capaz de formar exércitos privados e se reconstruir?
Na NAASN, uma lista de emails para acadêmicos anarquistas, Wayne Price (cuja resenha de meu livro eu respondi aqui) respondeu da seguinte forma à proposta de outro participante de “abolir o estado e ver se o capitalismo sobrevive até o amanhecer”: É isso que a maioria das pessoas provavelmente pensa que os anarquistas defendem: a…
A advertência de A Revolução dos Bichos: a desigualdade importa
Recentemente, em um comentário a meu artigo “O caminho libertário para o igualitarismo“, o filósofo libertário Tibor R. Machan citou o livro de George Orwell A Revolução dos Bichos como exemplo do que acontece quando tentamos combater a desigualdade. Para Machan, a desigualdade é um “problema fabricado” e a história de Orwell é um alerta…
A pergunta que Michael Lind simplesmente não vai responder
No ano passado, no Salon, Michael Lind fez “a pergunta que os libertários simplesmente não podem responder” (“The question libertarians just can’t answer“, 4 de junho de 2013): “Por que não há países libertários? (…) Se o libertarianismo fosse uma boa ideia, ao menos um país não o teria tentado?”. Ele recebeu algumas respostas —…
Leninismo corporativo
Dilma Rousseff, en su campaña para la reelección a la presidencia de Brasil, declaró que su oponente Marina Silva pretendía “regalar a los banqueros” el control de la economía brasileña. El bluff electoral de Dilma asumía que los votantes creen que los banqueros hoy en día no marcan el rumbo de la economía nacional. Ni…
Leninismo corporativo
No dia 9 de setembro, Dilma Rousseff, em sua campanha pela reeleição, afirmava que a concorrente Marina Silva pretendia “entregar aos banqueiros” a condução da economia brasileira. O blefe eleitoral de Dilma presumia que os eleitores acreditassem que os banqueiros não sejam uma classe capaz de ditar os rumos da política econômica atual do governo….
Como a União Soviética venceu a Guerra Fria
Ao escrever esta coluna, pessoas em todo o mundo celebram — com entusiasmo devido — a queda da Cortina de Ferro 25 anos atrás. Durante a Guerra Hispano-Americana, o sociólogo William Graham Sumner fez um discurso sobre “A conquista dos Estados Unidos pela Espanha”, em que argumentava que, apesar de ter perdido a guerra no…
O punho de ferro por trás da mão invisível
O capitalismo corporativo como um sistema de privilégios garantidos pelo estado Prefácio Círculos de direita e esquerda concordam em ao menos um ponto principal: o sistema que existe é, basicamente, um livre mercado com leves desvios que o distorcem. Algumas correntes de direita tendem a achar esses desvios negativos; a esquerda, por sua vez, pensa…
Azuis ou vermelhos, eles só querem saber das verdinhas
As discussões políticas nos Estados Unidos frequentemente deixam de perceber a diferença entre “pró-empresas” e “pró-mercado”. A incapacidade de observar as implicações dessa diferença leva os comentaristas políticos e os eleitores a acreditar que, se um candidato é pró-empresas, naturalmente deva ser um ardente defensor do mercado livre. Ultimamente essa narrativa ultrasimplificada está sendo desafiada,…
Você só tinha um trabalho a fazer, ONU
A ONU voltou às notícias graças aos preparativos para a abertura da 69ª sessão de sua Assembleia Geral. O secretário-geral Ban Ki-moon destaca a importância da missão da ONU nesta “época de turbulências”. Talvez nós devamos analisar mais de perto qual é essa “missão”. O suposto propósito da Organização das Nações Unidas é manter a…
Hora de destravar a educação online
Dan Friedman (“The MOOC Revolution That Wasn’t“, TechCrunch, 11 de setembro) expressa sua decepção com os cursos universitários online em comparação às suas expectativas iniciais. De acordo com ele, se consideradas as proporções de conclusão de cursos e até mesmo a visualização de aulas inteiras, “a revolução acabou”. Mas acabou por um bom motivo. O…
A controvérsia do Burger King: Uma defesa do regicídio
[O título deste artigo é um jogo de palavras com o nome da rede Burger King e com o regicídio, que significa o assassinato do rei (isto é, “king”).] O anúncio da compra da rede de fast food canadense Tim Hortons pelo Burger King e os novos planos da empresa de se mudar para o…
A situação do trabalhador na Argentina: Uma perspectiva anarquista
Logo depois da crise econômica por que o país passou há mais de 10 anos, que chegou a seu apogeu em 2001, a Argentina se recuperou e entrou em um período de prosperidade relativa devido às condições do comércio exterior. Contudo, a situação do trabalhador argentino médio permanece a mesma há centenas de anos: seu…
A raiz da desigualdade: o mercado ou o estado?
No começo de setembro, a agência Reuters reportava uma pesquisa do banco central dos Estados Unidos, o Federal Reserve, que mostra um aumento da disparidade de riqueza e renda no país. “Todo o crescimento de renda ficou concentrado entre os que mais ganham (…), com os 3% mais ricos concentrando 30,5% de toda a renda”,…
Free Markets & Capitalism?
Markets Not Capitalism
Organization Theory
Conscience of an Anarchist